Projeto da Adasa fica entre os três primeiros colocados no Prêmio ANA 2023

0
74

O Sistema de Monitoramento de Chuvas Urbanas Intensas – SIMCURB foi um dos três finalistas do Prêmio ANA 2023. O projeto, desenvolvido no âmbito da Superintendência de Drenagem Urbana da Adasa (SDU), concorreu na estreia da categoria “Entidades Reguladoras Infracionais do Setor de Saneamento Básico”, durante a 8ª edição da premiação que reconheceu o mérito de iniciativas que se destacaram pela excelência em prol dos recursos hídricos e do saneamento básico no Brasil.

O SIMCURB, lançado no site da Adasa para consulta no primeiro semestre deste ano,  tem como objetivo obter dados de chuvas em áreas urbanas, transformando-os em informações úteis para as atividades de planejamento, de projetos de regulação, de fiscalização e de manejo das águas pluviais urbanas no DF. Como resultado, ele contribuirá para a prestação mais eficiente do serviço público e na qualidade e prevenção do sistema de drenagem como um todo.

O projeto foi um dos 618 inscritos na premiação e concorreu com iniciativas de diferentes estados na sua categoria. Os critérios de avaliação dos trabalhos levaram em consideração os seguintes aspectos: efetividade, inovação, impactos social e ambiental, potencial de difusão, sustentabilidade, adesão social e aderência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

A cerimônia do Prêmio ANA ocorreu na noite de quarta-feira (6/12). O evento foi prestigiado pelo diretor da Adasa Vinícius Benevides, que também representou a ABAR, pela equipe da SDU, composta pelo superintendente Hudson de Oliveira, pelo coordenador do SIMCURB, Luciano Leoni, e pelos reguladores Débora Tolentino Diniz, Jeferson da Costa e Mateus Bezerra, além da superintendente de Resíduos Sólidos da Agência, Elen Dânia dos Santos, e do regulador da Superintendência de Planejamento e Programas Especiais, Wendel Lopes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui