Com 27%, Dr. Lucas virou

0
96

Por Redação

Pesquisa do Instituto Real Time Big Data, registro nº 7655, divulgada na manhã desta terça-feira (13), aponta virada na disputa eleitoral pela prefeitura de Águas Lindas. Após ouvir 500 eleitores, o estudo aponta que Dr. Lucas (Podemos) assumiu a liderança na corrida às urnas com 27% da intenção de votos. Enfraquecido após o pedido de impugnação de sua candidatura pelo Ministério Público Eleitoral, Túllio (DEM), com 26% de apoio, depende de decisão da Justiça para se manter no pleito

Além do pedido feito pelo MPE, a chapa de Túllio também enfrenta problemas na coligação. Roberto Jefferson, presidente do PTB, partido do vice, Sargento Godoy, proibiu a aliança entre as duas legendas, sob penalidade de expulsão. Mesmo com a determinação do cacique, o diretório do Partido Trabalhista Brasileiro em Águas Lindas autorizou a junção, contrariando um dos nomes mais poderosos e rancorosos da política nacional, responsável pela primeira crise enfrentada pelo PT, conhecida como mensalão.

O tema também deverá ser analisado nos próximos dias pelo TRE de Goiás, após pedido de impugnação da chapa protocolado no último dia 10. Cabe ressaltar que a Justiça Eleitoral do estado já se posicionou pela impugnação da chapa formada em Cristalina, pelo mesmo motivo. Entendimento que deve ser estendido à aliança Túllio – Godoy. Ou seja, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.

Para especialistas eleitorais, Túllio já pode dar adeus ao sonho de ser prefeito da cidade de Águas Lindas. Contudo, a nova derrota é a mais dura: a perda gradativa do apoio popular. O candidato que, antes da abertura do período eleitoral, chegou a abrir 20 pontos de vantagem sobre Dr. Lucas, amarga o crescimento acelerado do principal adversário, que conseguiu virar as intenções de votos há pouco mais de um mês das votações.

Sem nenhuma pendência judicial, Dr. Lucas atende a todos os requisitos legais para se candidatar e assumir o posto mais almejado da cidade. O candidato também representa o perfil mais almejado pelo eleitor brasileiro: jovem, de fora da política, bem sucedido em sua profissão, casado, cristão e pai de família. Além disso, traz na bagagem o sucesso como médico e gestor na saúde, além de possuir um olhar voltado para os mais necessitados, tendo como bandeira o desenvolvimento econômico e a educação como maneiras de superar a pobreza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui