Clubes, BRB e Secretaria de Esporte selam parceria para alavancar futebol no DF

0
20

Reunião ocorreu nesta quinta-feira (25/06), na sede do banco, onde foi discutida a criação de um planejamento estratégico

O presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa, a secretária de Esporte, Celina Leão e os presidentes do Brasiliense e do Gama se reuniram, na tarde desta quinta-feira (25/06), para tratar de um reforço do incentivo por parte do banco ao futebol local.

Embora não tenham sido discutidos valores, a instituição financeira disse que quer participar mais ativamente do apoio à modalidade na capital da República. A intenção é fazer uma parceria a longo prazo, que terá início com um planejamento estratégico.

Paulo Henrique Costa ressaltou que o banco já é patrocinador não só do futebol, mas de outras modalidades desportivas e que, a partir de agora, pretende estreitar os laços com os times da capital.

“O que tivemos hoje foi uma discussão de fato estratégica em prol do esporte na cidade, com o objetivo de construir um planejamento para o futebol de Brasília, para que a gente possa ter nossos times representados, ganhando expressão regional e nacional”, destacou.

A ideia inicial do BRB será não só patrocinar o Candangão, que teve investimento do banco de R$ 512 mil em 2019, mas também os clubes da cidade, em especial os que estiverem na disputa pelo Campeonato Brasileiro. O investimento, entretanto, será baseado também no cumprimento de algumas metas esportivas, como títulos e acessos.

Presidente do Brasiliense, Luiza Estevão disse que a proposta de parceria com o BRB é excelente. “Algo que levantará não somente o Brasiliense, como maior time de Brasília, mas também o futebol candango de maneira mais abrangentes. Estamos muito satisfeitos e agradecidos com o resultado desse encontro. Teremos outras reuniões para discutir detalhes”, afirmou.

Parceria com o Flamengo

No último dia 19, BRB e Flamengo anunciaram uma parceria que, entre outros benefícios, renderá ao banco a exposição da marca no local mais nobre da camisa do clube da Gávea: o peito. O acordo, que também prevê a criação de um banco digital, para estar operacional a partir de julho, foi outro foco da reunião desta quinta-feira.

Paulo Henrique Costa afirmou que o negócio entre a instituição e o Rubro-Negro não se trata de um patrocínio e que, desta forma, os times da cidade não serão afetados.

“O BRB já é o maior patrocinador do esporte em Brasília e já está presente em várias modalidades. O que temos com o Flamengo é uma parceria comercial e estratégica, muito diferente de um patrocínio. A gente também demonstrou para os clubes que os recursos de patrocínio que a gente tem à disposição continuam para ser alocados aqui na nossa cidade”, concluiu Costa.

Fonte: Metropoles.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui