Em reunião na Fecomércio, secretário de Governo anuncia novas obras para o DF

0
31

por Sinval Souza

A pedido do presidente do Sistema Fecomércio-DF, José Aparecido Freire, o secretário de Governo do DF, José Humberto Pires, participou da reunião de diretoria da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. A empresários e presidentes de sindicatos, o representante do Executivo fez anúncios em primeira mão e um balanço atual das ações que impactam no desenvolvimento econômico da cidade. Muitos dos temas abordados, como transporte público, mobilidade urbana e saúde, que interferem no funcionamento do comércio, foram temas de perguntas enviadas previamente ao secretário.

“Abrimos espaço para o GDF para que possam mostrar para os empresários onde está sendo aplicado o dinheiro dos impostos. A reunião durou mais de duas horas porque a pauta foi muito boa. O secretário prometeu que, aquilo que ainda não teve, será respondido em breve”, disse Aparecido. “Acredito que o diálogo é a palavra-chave do sucesso. E aqui, com o setor produtivo, queremos caminhar sempre juntos com o GDF e todos os setores da sociedade, porque a união faz a força”, completou o presidente do Sistema Fecomércio-DF.

Infraestrutura


O secretário informou que o investimento atual em infraestrutura chega a R$ 2,497 bilhões. Ele anunciou em primeira mão a construção do pavimento rígido da EPNB, que irá de Samambaia até o Park Shopping. “Vamos aumentar uma via e vamos transformar tudo em pavimento rígido, como foi feito na Estrutural, para acabar com as constantes reformas na pista”.

Outra importante obra de mobilidade anunciada beneficiará os futuros frequentadores das novas unidades do Sesc-DF e do Senac-DF, que irão atender a parte norte do DF e serão construídas em Planaltina. O secretário contou que será feita uma terceira faixa na descida para Sobradinho, a partir do Colorado, até Planaltina. “Vamos ampliar aquela via de um lado e do outro, até chegar na DF 128. Lá, faremos um viaduto, que irá para Brasilinha, e vamos duplicar a via que leva até a cidade.

Pires também divulgou a construção de mais uma faixa na via que liga Santa Maria ao Valparaíso. “Vamos fazer mais uma faixa, que vai chegar lá no Chifrudo, e vai destravar todo aquele trânsito da saída sul. Todo mundo que trabalha aqui que mora naquela região reclama desse engarrafamento”, explicou.

O secretário de Governo falou ainda sobre a expansão do metrô em Ceilândia e Samambaia, a construção de uma nova estação de metrô em Taguatinga Norte, na QNL, chamada estação Onoyama, além dos viadutos da Riacho Fundo 1, Noroeste, Jardim Botânico, e o lançamento da obra do viaduto de São Sebastião. Segundo o secretário, haverá entrega dos viadutos de Itapoã e Paranoá no mês do aniversário de Brasília.

Já no Plano Piloto, as obras citadas foram da W3 Sul, que terá todo o asfalto central renovado. Já na W3 Norte, o projeto começará pela 708 e 709, que terão modelo replicado para as demais quadras da região, a partir do segundo semestre.

Energia elétrica
O secretário anunciou que a Neoenergia irá investir R$ 1,4 bilhão nos próximos cinco anos, dos quais 60% serão até 2026. Os detalhes serão anunciados pela diretoria da empresa energética na próxima reunião do LIDE, marcada para o dia 16 de abril. Ainda segundo Pires, a partir do dia 4 de abril a iluminação pública do Distrito Federal ficará por conta da CEB Ypê, que trocará toda a iluminação amarela por luzes de LED, reduzindo em R$ 80 milhões a conta mensal de energia que hoje gira em torno de R$ 260 milhões.

Abastecimento de água
A parte norte do DF contará com um novo sistema de abastecimento de água. Segundo o secretário de Governo, o projeto de captação de recursos hídricos com investimento de R$ 200 milhões será lançado em abril. A obra contempla a construção de um grande reservatório na região do Colorado, que atenderá Sobradinho, Planaltina, Lago Norte, Fercal e Taquari.

Saúde e Educação
Pires também falou sobre obras nas áreas de saúde e educação. Um dos projetos consiste na construção de 600 novas salas de aula em módulos escolares espalhados em diferentes RAs. A estratégia é acabar com as transferências de alunos para outras cidades e reduzir o gasto mensal de R$ 180 milhões com transporte escolar.

Já na saúde, estão em fase de planejamento a construção de três UPAs (Guará, Estrutural e Sol Nascente), além dos hospitais regionais do Guará, São Sebastião e Recanto das Emas. Sobre a crise da dengue, o representante do GDF falou sobre a instalação de novas tendas de acolhimento para pacientes em mais 12 RAs.

DF Livre de Carcaças
Segundo os lojistas, carros abandonados em estacionamentos contribuem para a falta de vagas de clientes e prejudicam o comércio. Segundo Pires, o programa do GDF que combate esse problema foi reforçado e retirou, somente nos dois últimos meses, 586 carcaças em diversos pontos do DF. Já no ano passado, foram recolhidas 1.132 carcaças – 337,06% a mais do que em 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui