Atenção redobrada com enfeites natalinos para evitar riscos de incêndios

0
40
Segundo os bombeiros, a prevenção deve começar ainda no ato de compra dos enfeites natalinos. No caso das decorações alimentadas por energia elétrica, o recomendado é adquirir apenas os produtos com a devida certificação, especialmente a expedida pelo Inmetro | Foto: Cristiano Costa/Fecomércio-DF

Má instalação de decorações de Natal também pode resultar em choques elétricos; saiba como garantir a segurança das festas de fim de ano

Com a chegada do Natal, brasilienses se movimentam para decorar suas residências com enfeites característicos das festividades de fim de ano. Luzes coloridas, guirlandas e árvores iluminadas fazem parte da tradição natalina, mas é preciso estar atento, pois a má instalação das decorações pode resultar em choques elétricos e até riscos de incêndios residenciais.

Para garantir que sua festa ocorra com segurança, a Agência Brasília elenca cuidados recomendados pelo Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) durante a instalação da decoração natalina.

Em caso de incêndio, acione o socorro através do telefone 193, do Corpo de Bombeiros, ou 192, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência

Segundo os bombeiros, a prevenção deve começar ainda no ato de compra dos enfeites natalinos. No caso das decorações alimentadas por energia elétrica, o recomendado é adquirir apenas os produtos com a devida certificação, especialmente a expedida pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

“Hoje, com a facilidade de comprar produtos importados pela internet, é muito comum que os enfeites adquiridos não tenham o certificado. Isso configura um risco, pois a pessoa vai conectar esse aparato na energia de sua residência e nada garante que ele será capaz de suportar a carga da rede elétrica”, explica o major Fábio Bohle, do CBMDF.

O bombeiro destaca que a sobrecarga da rede elétrica está entre os principais fatores que ocasionam os incêndios residenciais. “Muitos desses produtos não têm a durabilidade necessária para suportar a carga elétrica, gerando superaquecimento, que pode se tornar o foco do incêndio”, detalha.

“Um problema recorrente é a sobrecarga dos multiplicadores de tomada, os chamados filtros de linha e extensões. Procure comprar equipamentos certificados, com a alternativa do fusível de segurança. Verifique, também, sua voltagem e vida útil”Fábio Bohle, major do CBMDF

No caso das tradicionais luzes natalinas, opte por lâmpadas de LED – além de mais econômicas, elas não aquecem como as antigas lâmpadas incandescentes. Já os produtos para decoração em áreas externas devem ser exclusivos para esses ambientes, uma vez que terão de suportar chuvas e ventos. E, se o produto tiver sido usado em anos anteriores, faça uma inspeção visual antes de conectá-lo à tomada.

Outra dica é não ligar muitos dispositivos em uma única tomada. O uso de extensões e filtros de linha pode ser uma solução, mas é fundamental respeitar a capacidade máxima de cada circuito. “Um problema recorrente é a sobrecarga dos multiplicadores de tomada, os chamados filtros de linha e extensões. Procure comprar equipamentos certificados, com a alternativa do fusível de segurança. Verifique, também, sua voltagem e vida útil”, aconselha.

Também são recorrentes os atendimentos realizados pelos bombeiros que envolvem incêndios residenciais decorrentes da má utilização de velas. Enfeites comumente associados ao Natal, as velas precisam ser mantidas longe de mobílias e cortinas, por exemplo, já que são materiais de fácil combustão.

Combatentes de incêndios florestais realizam curso de comando de incidentes

“Se for utilizá-las, procure colocar dentro de um pote de vidro ou de um copo. Isso evita que a vela caia e a chama possa ter contato com algum material que pode vir a ser um combustível para o incêndio”, pontua Bohle. “Se for sair de casa, nunca deixe velas acesas”, enfatiza o bombeiro.

Como proceder

Em caso de incêndio, acione o socorro através do telefone 193 (CBMDF) ou 192 (Samu). Ter um extintor por perto pode ajudar a debelar as chamas antes da chegada dos bombeiros.

Se a causa do incêndio for elétrica, realize o desligamento do fornecimento de energia. Não tente se aventurar em apagar as chamas; procure um local seguro e aguarde a chegada das equipes do Corpo de Bombeiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui