“A cidade precisa crescer, mas de forma ordenada”, diz Ricardo Vale

0
15

Nesta quarta-feira (24/4), o vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), Ricardo Vale, em entrevista ao Acorda DF, afirmou que a principal pauta da CLDF neste semestre é a discussão do Plano Diretor para as áreas integrantes do Conjunto Urbanístico de Brasília – CUB. O projeto é aguardado e discutido há pelo menos 15 anos.

O Ppcub é fundamental para a capital porque reúne toda legislação urbanística do Conjunto Urbanístico de Brasília (Cub), tombado nas instâncias distrital e federal e inscrito como patrimônio da humanidade. Ele abrange as regiões do Plano Piloto, Cruzeiro, Candangolândia, Sudoeste/Octogonal e Setor de Indústrias Gráficas (SIG), incluindo o Parque Nacional de Brasília e o espelho d’água do Lago Paranoá.

Segundo o parlamentar, o crescimento é necessário, mas de forma ordenada. “A cidade precisa crescer mas crescer de forma ordenada, é preciso equilibrar isso”.

Ainda de acordo com Ricardo Vale, existe “um pacto” com o presidente da CLDF Wellington Moraes para que a discussão seja aprofundada. “Não vamos ter pressa”, completou.

O documento foi elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh-DF) e agora será votado pelos deputados distritais.

De acordo com o governo, o texto foi elaborado com base em três diretrizes principais:

⇒ Plano de Preservação: proteção do patrimônio urbanístico e arquitetônico de Brasília, tratando das quatro escalas urbanas, que são: residencial, monumental, gregária (onde se situam os setores bancário, hoteleiro, comercial e de diversões) e bucólica (áreas livres e arborizadas);
⇒ Plano de Desenvolvimento Local: trata da elaboração de estudos, planos, programas e projetos para o futuro de Brasília;
⇒ Uso e Ocupação do Solo: atualização das normas de uso, ampliando o rol de atividades permitidas e padronizando os parâmetros de ocupação do solo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui